Visto de estudante para Irlanda - Saiba mais sobre as mudanças!

Novas regras para tirar o visto começam a valer em 2015

5/02/2015 Thiago Krauss

Atualizado em: 9 de Abril de 2018

Desde o primeiro dia do ano de 2015, o Governo da Irlanda anunciou as novas medidas que afetam escolas de idiomas e estudantes não-europeus. Segundo o Governo, a principal causa da mudança é para proteger os estudantes, apoiar as instituições de ensino de alta qualidade e acabar com o abuso no mercado.

Segundo a Ministra da Educação Jan O’Sullivan, existem 230 escolar de idioma na Irlanda, e esse setor de imigração estudantil internacional fera mais 800 milhões de Euros para o país. Por isso o governo irlandês resolveu fazer algumas mudanças, e para manter a qualidade é fundamental que o país continue sendo um dos principais centros de ensino internacional da Europa. A Irlanda é um dos países preferidos pelos brasileiros pelo baixo custo das escolas e estadias, apesar do Euro.

A grande preocupação do Governo irlandês é que muitos estudantes se matriculavam nas instituições de ensino e não frequentavam as aulas, e optavam apenas por trabalhar durante boa parte do dia. Assim, para que isso não aconteça mais no quadro de estudantes, as autoridades colocaram esse assunto como prioridade.

QUAIS SÃO AS MUDANÇAS PARA TIRAR O VISTO PARA A IRLANDA?

Antes de 2015, os estudantes poderiam optar se iriam se matricular nas escolas com a Creditação (ACELS). As instituições certificadas pelo Governo usavam a creditação para chamar a atenção dos alunos, mas não afetava em nada nas escolas que não-credenciadas, que podiam fornecer normalmente a carta para o visto estudantil.

Agora, a creditação das escolas passa a ser obrigatória, assim os estudantes precisam optar por escolar que sejam credenciadas pelo Governo irlandês, assim apenas essas instituições educacionais regulamentadas e certificadas pelo governo passam a poder fornecer a carta para o visto estudantil.

Controle e a fiscalização das escolas de idiomas serão monitoradas pelo Governo para que creditação obrigatória fará uma seleção em relação ao número de escolas operantes, assim será formado um grupo de trabalho, comporto por representantes de diversos departamentos governamentais, que ficará sobre encargo da fiscalização.

Os alunos que tiravam visto de estudante com duração de 1 ano, podiam trabalhar 20 horas semanais durante o curso e 40 horas semanais durantes as férias. Mas antes da reforma do visto era muito difícil saber quem estava de férias ou não, pois os cursos começavam semanalmente.

Agora, a permissão de trabalho terá um padrão, assim todos podem monitorar se o aluno está abusando na carga horária. Todos que recebem o visto de estudante, podem trabalhar numa carga horária de 20 horas semanais durante o curso. Mas agora, a carga de 40 horas será permitida apenas nos meses de Maio, Junho, Julho e Agosto, e no período de 15 de Dezembro e 15 de Janeiro.

RECOMENDAÇÕES DO GOVERNO

O Governo irlandês pode que os estudantes antes de fechar o seu intercâmbio, se certifiquem se a escola escilhida já possui a creditação, ou seja, a certificado com o Governo.

FOTOS DE DUBLIN – IRLANDA

Dublin - Irlanda

Dublin – Irlanda

Dublin - Irlanda

Dublin – Irlanda

E ai? O que achou das novas regras do visto de estudante para Irlanda?

Compartilhe:


Deixe seu comentário

Uma resposta para “Visto de estudante para Irlanda – Saiba mais sobre as mudanças!”

  1. souza disse:

    Olá! Bom dia! Estou me aposentando, tenho o superior completo em educação física e gostaria de estudar na Irlanda, como devo proceder? Agradeço pela atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *