Saiba como não passar vergonha no transporte público do exterior

Descubra a rotina

Compartilhe:

Se no Brasil utilizar o transporte público é rotina para muitas pessoas, uma viagem ao exterior pode reservar uma série de surpresas e gafes aos turistas brasileiros. Cada país possui sua própria regra e, em muitos casos, muito diferente daqui.

Em Barcelona, Londres e San Francisco, por exemplo, o usuário do metrô é obrigado a passar o cartão na catraca tanto na ida quanto na volta. É que nesses locais os preços variam de acordo com a distância percorrida.

Já em Berlim, na Alemanha, a curiosidade fica por conta da ausência de catraca. Elas são ausentes na entrada, mas não significa dizer que o transporte é gratuito. Na capital alemã é necessário comprar o bilhete e, antes de entrar no vagão, validá-lo em máquinas amarelas ou vermelhas dentro das estações. A “multa” para quem não faz isso é de 60 euros (cerca de R$ 200 reais). O mesmo sistema é adotado em Praga e Budapeste.

Na capital da França, entretanto, o cuidado é outro: em Paris o usuário é obrigado a guardar o ticket em mãos até o final de sua viagem. Caso seja flagrado sem o mesmo pela fiscalização, a multa é de 45 euros (quase R$ 160). Também é necessário o bilhete para sair de algumas estações.

Para pegar os populares trams (bondes elétricos utilizados no centro da cidade), os passageiros de Amsterdã, na Holanda, devem ficar atentos ao sentido das portas. Após identificar o local de entrada no veículo, basta apertar um botão verde ao lado dela para liberar o assento. Na hora de descer, é preciso apertar o botão vermelho e, quando o veículo parar, apertar o verde para descer.

Em Londres e em Tóquio, o bilhete mais popular é o Oyster, no primeiro caso, e o Pasmo, no segundo. Ambos são pré-pagos, recarregáveis, mais barato e têm seu valor de venda reembolsável ao fim da utilização. O curioso é que o Pasmo pode ser utilizado na compra de itens em lojas e máquinas interligadas ao sistema, assim como em estacionamentos.

Aqui na América do Sul, a mudança principal é encontrada em Buenos Aires. Na capital argentina, o passageiro paga a passagem de acordo com o trecho percorrido. Quem não tem o cartão SUBE, o pagamento é feito através de moedas. É importante avisar o motorista em qual ponto vai descer para que ele fale o valor que deve depositar.

 

Compartilhe:

Participe deixando seu comentário!


Eternelle Turismo
Origem:
Data de Ida:
Destino:
Volta:
Adulto
Criança
Bebê

BUSCAR

APLICATIVO

GUIAS

SAIBA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PassagemAerea.com.br

Bem - vindo ao PassagemAerea.com.br! O único site que reúne agências de viagem que vendem online e oferece a comodidade de você comprar com facilidade e segurança, em qualquer horário em sua casa, escritório ou celular.

Utilize o buscador e encontre o melhor preço para qualquer destino do Brasil e do mundo. Todos os dias o site divulga companhias aéreas que estão com preço promocional de passagens aéreas, aproveite e realize sua viagem pagando o menor preço!

As agências oferecem parcelamento em até 10x sem juros, consulte a origem e destino que deseja e confira os melhores preços com garantia CERTISIGN.

Encontre as melhores dicas e promoções de passagem aérea diariamente.

Copyright © 2017 • Todos os direitos reservados do site Passagem Aerea. Site criado pela CNTEC - Empresa de Marketing e Tecnologia