Venezuela passa a exigir Assistência de Viagem

23/12/2013 Thiago Krauss

Atualizado em: 23 de dezembro de 2013

Entrou em vigor no último dia 18 de dezembro a lei que obriga a “aquisição de um plano de cobertura de serviços médicos e preda ou roubo de bagagem para turistas” em visita a Venezuela.

O plano contratado pelo turista deve cobrir toda a estadia equivalente a sua viagem com os valores mínimos da cobertura: 25 mil “derechos especiales de giros” para serviços médicos e 600 “derechos de giros especiales” para perdas ou furtos de bagagens.

De acordo com a Associação de Agências de Viagens y Turismo da Venezuela, os valores são semelhantes ao exigidos no Tratado de Schengen, para entrada de estrangeiros na Europa. Ob afirma ainda que nem as agências ou transportadores turísticos poderão ser responsáveis pelo pagamento do seguro ou gastos adicionais com bagagens e médicos.

Para as empresas passarem a vender a cobertura do serviço de viagem, elas devem ser “previamente autorizadas pelo Ministério do Poder Popular para o Turismo, devendo garantir ao turista a cobertura de gastos que possam surgir por emergências de saúde ou perda de bagagem em viagens para ou desde o território nacional”.

Por enquanto, a única empresa autorizada a vender este serviço é a Travel Ace, que ratifica sua liderança na América Latina, sendo a única companhia do setor a obter a licença para comercializar a sua serviço de viagem.

Compartilhe:


Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *