São Paulo recebe maior número de turistas durante Copa do Mundo 2014

24/04/2014 Thiago Krauss

Atualizado em: 24 de Abril de 2014

Se você é paulista e está lendo esta matéria, se prepare! O Estado de São Paulo foi considerado o destino com maior oferta de passagens aéreas durante a Copa do Mundo de 2014.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), 31,7% dos bilhetes emitidos têm São Paulo como destino final. No total foram mais de 3.580 milhões de passagens aéreas dentro do Brasil com desembarque nos dois principais aeroportos da capital paulista: 2.295 milhões em Guarulhos e 1.290 milhão para Congonhas.

Esse número representa 31,7% do total de 11,5 milhões de ofertas liberadas para as 12 cidades-sede, além de Campinas (SP). O período da viagem vai do dia 6 de junho até 16 de julho.

Um dos motivos para São Paulo ter sido o principal destino dos turistas é o fato da cidade ser palco do Show de Abertura e do primeiro jogo da Copa do Mundo entre Brasil e Croácia, na Arena Corinthians, mais conhecida como Itaquerão.

Projeção para Copa do Mundo.

Cidades-sede

Em segundo lugar, o Rio de Janeiro somou aproximadamente 1,950 milhão de passagens aéreas com desembarque nos aeroportos do Galeão e Santos Dumont, o que representa cerca de 16,95% do total.

Em terceiro lugar, Brasília também vai receber muitos turistas. Com uma porcentagem de 11,26%, o número de bilhetes ofertados chegou a 1,895 milhão.

As três cidades que menos vão receber turistas são Cuiabá, com 181 mil, Manaus, com 175 mil e Natal com 140 mil viajantes. Por enquanto, as três capitais são as que menos emitiram passagens aéreas durante a Copa do Mundo de 2014.

Copa do Mundo - São Paulo

Passagens Aéreas

Segundo a Secretaria de Aviação Civil (SAC), o número de passagens áreas vendidas durante o campeonato já é 10% maior em relação ao mesmo período do ano passado. Para dar conta de todos os turistas e brasileiros, o Plano de Operação do Setor da Aviação Civil prevê um esquema especial para 90 aeroportos do país inteiro.

Alguns deles foram selecionados para receber um tratamento prioritário. Este é o caso dos aeroportos das cidades-sede dos jogos e os que ficam a uma distância de 200 quilômetros.

Isso significa que durante os meses de Junho e Julho de 2014, o SAC, a Anac e o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA) vão se esforçar para distribuir permissões de pousos e decolagens nos aeroportos, para não causar congestionamento de voos.

Compartilhe:


Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *