O que fazer em Machu Picchu, no Peru? - Passagem Aérea

O que fazer em Machu Picchu, no Peru?

Zeca de chapéu

O que fazer em Machu Picchu, no Peru?
Confira um guia com paradas que não podem faltar no roteiro

Se você está pesquisando destino de viagem na América do Sul e ainda não encontrou nada que pudesse te agrada uma boa sugestão é a bela Machu Picchu, no Peru!

Você sabia que a Machu Picchu, na língua quéchua significa “montanha velha”? Pois é, e está “montanha velha” está localizada a incríveis 2.400 metros acima do nível do mar e a 74 quilômetros de Cusco.

A cidadela pertencia ao Império Inca, que dominou a região se estendendo do Chile até o Equador, antes de ser destruída pelos espanhóis. Apesar disso, a cidade perdida nunca foi descoberta por eles. Interessante, não?

Curiosamente, embora suas incríveis ruínas tenham sido construídas por volta de 1450, elas só foram efetivamente descobertas no ano de 1911 pelo arqueólogo americano Hiram Bingham.

O bacana de Machu Picchu é que ela era considerada uma cidade sagrada para o povo Inca, principalmente por ser palco da realização de rituais religiosos, comemorações e estudos.

Ah, e por falar em Inca esta terra perdida é uma das 7 maravilhas do mundo moderno e Patrimônio Mundial da Humanidade detalhes que só por estes dois aspectos já vale ser conhecida.

A sugestão de destino de turismo para o Peru pode ser uma boa neste momento, principalmente para quem anda com a grana mais curta, além disso, o país é pertinho e, com certeza, não deixa nada a desejar. Portanto, confira essas dicas!

Precisa de passaporte para conhecer Machu Picchu?

Não, não é necessário este documento para viajar a Machu Picchu. Brasileiros podem entrar no Peru apenas com a apresentação do Registro Nacional (RG).

Apesar do Peru não ser um dos países membros plenos do Mercado Comum do Sul (Mercosul), a entrada é livre de documentações especiais.

Qual é a moeda local?

A moeda utilizada no Peru é o Novo Sol, e nosso Real é bem valorizado por lá. Trocando pelo dinheiro local em uma casa de câmbio, a unidade do real vale 1,50 soles.

Além disso, caso você queira levar dólar, a moeda norte americana também é aceita em muitos lugares, o que inclui restaurantes e entre aqueles que vendem artesanato local.

O que fazer em Machu Picchu?

Um dos aspectos mais importantes e relevantes de uma viagem são as atrações e programas que ela oferece, não é mesmo? Confira um guia com sugestões de lugares que não podem ficar de fora de nenhum roteiro!

Portões da cidade

A Porta do Sol, ou Intipunku, na língua quéchua é a principal entrada da cidade de Machu Picchu. Este é o primeiro ponto avistado por quem chega pela Trilha Inca.

Localizada na parte mais alta da montanha de Machu Picchu, funcionava como uma porta de controle de entrada e saída.

Acredita-se que apenas pessoas selecionadas e autorizadas pela elite do Império Inca tinham permissão para entrar em Machu Picchu.

A Porta do Sol é dedicada ao astro rei, já que no solstício de verão do hemisfério sul o sol aparece primeiro por meio das ruínas da entrada. Curioso, não é mesmo?

Além disso, outro portão de entrada é o Setor Nobre. Essa porta dá acesso à área mais nobre da cidade e às casas dos governantes, o que inclui o Palácio do Inca.

Huayna Picchu

Esta é a montanha mais famosa de Machu Picchu, conhecida por estar em boa parte das fotos de quem faz uma pesquisa dos principais pontos turísticos para se visitar no Peru.

Além disso, é também a primeira que você nota ao entrar na cidade sagrada. Seu acesso é possível por meio de uma trilha com duração de cerca de 2 horas, mas o acesso é permitido somente para algumas pessoas por dia.

Como para subir é preciso adquirir um ticket adicional na entrada de Machu Picchu

Os bilhetes podem ser comprados na cidade de Cusco ou de Águas Calientes, ou ainda pelo site oficial do Governo Peruano.

Intipunku

Mais conhecida como a Porta do Sol, também já foi a entrada principal de Machu Picchu. É por lá que os aventureiros que fazem a trilha clássica entram na cidade sagrada tendo a possibilidade de contemplarem a beleza de Machu Picchu logo no nascer do sol, com a iluminação natural tomando conta da paisagem.

Templo das três janelas

O Templo das Três Janelas é outra construção bem característica do estilo Inca, formado por grandes blocos de pedras.

Como o nome sugere, possui três janelas de frente à Praça Principal com vista para a montanha sagrada Putucusi.

As janelas representam os três níveis em que os incas dividiam o mundo. São eles: céu, sendo a vida espiritual; terra, como a vida mundana; além do subterrâneo, que faz referência a vida interior.

Templo do Sol

Localizado no setor urbano de Machu Picchu era utilizado para cerimônias religiosas. No centro do Templo do Sol está situado o Torreón, única construção de Machu Picchu em formato semi circular.

O templo ainda possui uma pequena caverna sob o Torreón que era utilizada como cripta para a alta aristocracia Inca. Não deixe de conferir!

Ponte Inca

Localizada a aproximadamente 30 minutos de caminhada da entrada ou do centro de Machu Picchu. O trecho é de simples percurso e possibilita aos seus visitantes uma bela visão do desfiladeiro da montanha de forma bem clara.

Por questões de segurança, o acesso está bloqueado, uma vez que é colada à uma montanha, é extremamente estreita e beirada a um abismo gigantesco.

Era uma das portas de entrada da cidade sagrada e, por ser removível, também servia de controle de entrada dos habitantes de Machu Picchu.

Apesar de ser ponto menos conhecido do sítio arqueológico e por não precisar de ticket extra para conhecer talvez valha a pena dar um pulinho.

Aprecie a culinária local

Para quem gosta de experimentar a culinária de um lugar que visita talvez curta bastante o que Machu Picchu tem a oferecer.

A herança dos incas combinada à cozinha espanhola e africana resultou em uma gastronomia riquíssima.

Além das receitas típicas como o “ceviche” e o “ajji de gallina”, alguns dos ingredientes que não faltam na culinária do Peru são a quinua e a folha de coca.

Outro prato delicioso para provar é o Lomo Saltado que consiste em fatias de carne, legumes e batatas temperados com shoyu, sendo que a carne é flambada e salteada em uma frigideira. Uma delícia!

Por fim, e como não poderia faltar, uma das bebidas peruanas mais clássicas é o pisco sour, preparado com aguardente de uvas brancas, clara de ovo, açúcar, gelo e limão.

Gostou deste destino? Acesse agora mesmo www.passagemaerea.com.br e confira o que temos disponível para você conhecer Machu Picchu agora mesmo? Boa viagem!

Portanto, aproveite esta dica e feche já a sua viagem!

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/passagemoficial
Siga no Instagram: www.instagram.com/passagemaereaoficial
E-mail: [email protected]
Se precisar de alguma ajuda, basta entrar em contato que ajudaremos no que for preciso.


Os comentários estão desativados.



ÚLTIMOS POSTS

2020 Tec4You. Todos os direitos são reservados.