Rio Branco

Capital e único Distrito Industrial existente no estado, Rio Branco possui infra-estrutura básica de transportes coletivos, vias de acesso, energia elétrica e linhas telefônicas, deixando mais confortável o turista brasileiro e estrangeiro. A preocupação com o meio ambiente permite que a cidade tenha unidades de conservação, tornando o ambiente muito mais confortável e em contato com a natureza.

Rio Branco está mais próxima do Oceano Pacífico do que do Atlântico, rodeada pela selva, e por clima típico da região quente e úmido. Rio Branco pode não ser reconhecida como um destino tradicional, mas é ainda assim reserva agradável de surpresas aos visitantes. Um grande programa de revitalização vem sendo feito na cidade nos últimos anos e já consegue oferecer diversas atrações que valem a pena ser conhecidas. Rio Branco é banhada pelo rio Acre, que tem sua nascente no Peru, e banha os municípios de Brasiléia, Xapuri e Rio Branco, e mais além desemboca no Rio Purus que por sua vez é um dos afluentes do rio Amazonas.

Ao cruzar a cidade ela divide Rio Branco em duas partes, de um lado o centro histórico, e de outro a cidade nova. Como seria de esperar nestas condições, o transporte aquático predomina nesta região, e embarcações de todo tipo fazem o transporte das pessoas e produtos rio abaixo ou acima. Entre julho e setembro o rio é palco de diversos esportes aquáticos. Também neste período surgem em suas margens diversas praias, como a praia do Amapá e praia do Riozinho do Rola. Ao lado, vista de prédios do centro.